domingo, 15 de abril de 2018

Pompeu e Paula Naia - Aveiro

"Apenas o amor gera maravilha. Só o amor faz do barro um milagre."
 (Sílvio Rodriguez)

Hoje foi dia de visitar a bonita Igreja Matriz de Válega / Nossa Senhora do Amparo. É uma verdadeira obra-prima da arte da pintura do azulejo e, sem sombra de dúvida, uma das mais impressionantes igrejas em Portugal!
Em 1942, a colocação do painel de azulejos figurando a Nossa Senhora do Amparo, no topo externo da capela-mor,  são da autoria de Jorge Colaço e executados pela Fábrica Lusitânia, em Lisboa.

Entre 1959 e 1960 teve lugar a campanha patrocinada por António Maria Augusto da Silva, comendador da Ordem de Benemerência, que compreendeu o revestimento por placas de mármore das paredes interiores da capela-mor, do sub-coro e dos lambris gerais, o revestimento na fachada principal nas paredes interiores da nave e na parte superior do arco triunfal, com azulejos polícromos figurados da Fábrica Aleluia, de Aveiro, e os vitrais das janelas assinados por S. Cuadrado, de Madrid.

Finalmente, em 1975 teve lugar o revestimento dos alçados laterais e posterior com azulejos da Fábrica Aleluia, desenhados pelo arquitecto Januário Godinho.

Aqui ficam fotos desta bonita igreja:

 


E como estava perto de Aveiro, aproveitei para ir até lá, comer um docinho de ovos moles e ver uma feira de artesanato.
Trouxe este belo exemplar executado por Pompeu Naia, em cerâmica.




Olaria Felica – Esgueira


"A intuição é o sussurro da alma."
(Krishnamurti)


A Olaria Felica, fica situada na Quinta do Simão, em Esgueira, Aveiro, e é liderada por Fernando Lima Carvalho e da filha, Cidália Carvalho.
Nesta oficina de cerâmica, faz-se um pouco de tudo o que tenha a ver com artesanato de barros vermelhos e de barros pretos, designadamente, louças domésticas, com destaque para as peças decorativas e azulejos em relevo.
Este azulejo tem um presépio, como não poderia deixar de ser!



quinta-feira, 5 de abril de 2018

Art´s Marclaro - Porto

Fotografar, é colocar na mesma linha, a cabeça, o olho e o coração.  Uma boa foto é aquela que abre a sua imaginação, e traz emoção.”
(Henri Cartier-Bresson)

Selfie é uma fotografia, geralmente digital, que uma pessoa tira de si mesma (auto-retrato).
O inventor do auto-retrato foi o alemão Robert Cornelius, em 1839.

As redes sociais ajudaram posteriormente a popularizar o termo, com a tag selfie aparecendo de forma recorrente em partilha de fotografias através do Flickr , em 2004.

A primeira vez que foi usada no Instagram, por exemplo, foi em 2011, pela utilizadora JennLee.   A sua popularidade tem vindo a crescer desde então, e actualmente pode ser encontrada em todas as redes sociais!

Este presépio está muito engraçado. O Menino Jesus segura o pau com o smartphone e está a procurar o melhor ângulo de toda a família para tirar uma selfie a Si, aos Pais, ao burro e à ovelha!





segunda-feira, 26 de março de 2018

Museu e Igreja da Misericórdia do Porto

"Um quadro só vive para quem o olha."
(Pablo Picasso)

Apresento-vos este bonito íman com uma cópia do quadro "A adoração dos réis", comprado na loja do museu da Igreja da Misericórdia do Porto.


sábado, 24 de março de 2018

Quimor- Aveiro

"As árvores são poemas que a terra escreve para o céu. Nós as derrubamos e as
transformamos em papel para registar todo o nosso vazio."
(Khalil Gibran)

Portugal é o principal produtor de mais de 55% da produção mundial de cortiça. É extraído,  da casca dos sobreiros, à mão todos os nove anos, sem danificar a árvore.
A cortiça é completamente não tóxica e suportará altas temperaturas. É um produto natural que é usado de muitas maneiras diferentes, em decoração, aeronáutica, moda, construção.
É bom para o meio ambiente e é preservado nas vegetações do Mediterrâneo.
A cortiça traz à vida uma grande variedade de produtos e inspira a criatividade.

Apresento-vos estes dois ímanes feitos em cortiça e estanho.






quinta-feira, 22 de março de 2018

pena de pomba branca

"Aos olhos dele
Não acredito em nada. As minhas crenças
Voaram como voa a pomba mansa;
Pelo azul do ar. E assim fugiram
As minhas doces crenças de criança.

Fiquei então sem fé; e a toda a gente
Eu digo sempre, embora magoada:
Não acredito em Deus e a Virgem Santa
É uma ilusão apenas e mais nada! (...) 
(Florbela Espanca)


Existem imensas pombas por todas as cidades! As penas são de uma candura imaculada! Porque não desenhar sobre elas? Não é uma tarefa nada fácil.
Apresento-vos o resultado nesta foto.



sábado, 3 de março de 2018

Famílias de animais

" Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará de ensinar a amar o seu semelhante."
(Albert Schweitzer)

Família de coelhinhos com cenoura:


Família de ursinhos: 

Família de esquilos :


Família de porquinhos com bolotas: