terça-feira, 8 de março de 2016

A arte e as coisas – Santarém

“O vinho inspira e contribui grandemente para a alegria de viver.”
(Napoleão Bonaparte)

O cultivo da videira para a produção de vinho é uma das actividades mais antigas da civilização e terá surgido na região do Egipto e da Ásia Menor durante o período neolítico. 
As uvas crescem em cachos de 15 a 300 frutos, e podem ser vermelhas, pretas, azul-escuras, amarelas, verdes e rosas.
Elas são simbólicas para os cristãos, que fazem o uso do vinho na celebração da Eucaristia.

 Este presépio foi elaborado por Paulo Baptista, tendo como base as guias das videiras e a semente de jacarandá.
Estas árvores foram trazidas do Brasil e plantadas na zona de Belém por ordem de D. João V.  Quando estão floridas, dão imensa beleza à zona de Belém!


Sem comentários:

Enviar um comentário