quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

José Matos – Vila Franca das Naves

“O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que têm medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.”
(William Shakespeare)


Este pequeno presépio foi feito pelas mãos habilidosas do Senhor José Matos, antigo Chefe da Estação de Vila Franca das Naves, actualmente reformado e a fazer pequenas maravilhas, usando pequenas ferramentas, as mãos, a habilidade e alguma madeira  (como a tília, o carvalho, a oliveira, o freixo, o amieiro, o castanheiro, o sangrinho  e o pinho)!
É conhecido como o Santeiro de Vila Franca das Naves!

É nesta freguesia do concelho de Trancoso, na portela de Vila Franca das Naves, justamente na linha divisória de águas vertentes ao Mondego e ao Côa, que finda o edifício tectónico da Beira-Douro.

O dia marcante para a freguesia de Vila Franca das Naves foi o 10 de Agosto de 1882, quando o comboio, transportando a família real, que ali chegou pela primeira vez. E como disse o abade de Miragaia, “ali se formará com o decorrer do tempo um povoado importante”, o que veio realmente a acontecer!

Deixo-vos a foto deste presépio amoroso:




Sem comentários:

Enviar um comentário