quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

José da Cunha – Rinchoa – Sintra

Jamais abandono um sonho, porque nessa vida não ganha quem não luta.”
 (Alfonso Herrero)


Há presépios que gostamos muito deles, seja por quem nos oferece, seja pelo artesão que os executou com tanta mestria e lhes transmitiu “vida “morreu ou abandonou o artesanato! Este presépio foi feito por um artesão que deixou de trabalhar nesta área. Fazia peças muito bonitas e tinha imenso talento. Tem por isso um significado especial para a colecção!


Sem comentários:

Enviar um comentário